Como instalar o LMDE 5 “Elsie” Cinnamon Edition


O Linux Mint é uma das distribuições Linux de desktop que mais crescem atualmente. O Linux Mint é uma distribuição baseada no Ubuntu que visa ser uma distribuição amigável para o usuário doméstico, com uma aparência elegante e limpa, além de fornecer o máximo de compatibilidade de hardware possível. Tudo isso é combinado com uma equipe de desenvolvimento que constantemente tenta manter a distribuição avançando.

Embora os principais lançamentos do Linux Mint (LM Cinnamon, LM Mate e LM Xfce) sejam baseados no Ubuntu, há uma variante menos conhecida que vem fazendo grandes avanços nos últimos dois anos. Claro, Linux Mint Debian Edition é a variante e o assunto deste tutorial.

Assim como a versão principal do Linux Mint, o LMDE está disponível apenas na edição Cinnamon. Atualmente, o LMDE 5 “Elsie” é a versão estável mais recente, baseada na série de sistemas operacionais Debian 11 \Bullseye.

Isso significa que o Linux Mint Debian Edition 5 é impulsionado pela série de kernel Linux 5.10 LTS com suporte de longo prazo, que será suportada até outubro de 2023. Além disso, ele vem com todos os aplicativos e pacotes carregados no Linux Mint 20.3\Lançamento Una.

Instalação do Linux Mint Debian Edition 5 “Elsie”

1. O primeiro passo para instalar o LMDE 5 é obter o arquivo ISO no site do Linux Mint. Isso pode ser feito por meio de um download http direto ou via wget na interface de linha de comando.

  • Faça o download do LMDE 5 Cinnamon Edition

Isso irá parar em uma página onde a arquitetura da CPU e o ambiente de desktop devem ser selecionados. A próxima tela solicitará ao usuário um espelho para baixar a imagem ou um torrent para usar.

Para aqueles que já sabem que o LMDE5 64-bit Cinnamon é para eles, sinta-se à vontade para usar o seguinte comando wget:

# cd ~/Downloads
# wget -c https://mirrors.layeronline.com/linuxmint/debian/lmde-5-cinnamon-64bit.iso

Os comandos acima mudarão para a pasta de downloads do usuário atual e, em seguida, farão o download do arquivo iso de um espelho. Para aqueles que estão lendo fora do país, não deixe de visitar o link de downloads no parágrafo acima para encontrar um espelho que esteja próximo para um download mais rápido!

2. Depois que o ISO for baixado, ele precisará ser gravado em um DVD ou copiado em uma unidade flash USB. O método preferido e mais fácil é fazê-lo em uma unidade flash USB usando essas ferramentas úteis de criação de USB. A unidade flash precisará ter pelo menos 4 GB de tamanho para caber na imagem ISO e precisa ter todos os dados removidos dela.

Se você deseja criar uma unidade USB inicializável por meio da linha de comando, siga as instruções a seguir…

AVISO!!! As etapas a seguir tornarão todos os dados atuais na unidade USB ilegíveis! Use por sua conta e risco.

3. Agora que o aviso de isenção de responsabilidade está fora do caminho, abra uma janela de linha de comando e insira a unidade USB no computador. Depois que a unidade é conectada ao computador, seu identificador precisa ser determinado. Isso pode ser feito com vários comandos diferentes e é MUITO importante acertar. Sugere-se que o usuário faça o seguinte:

  • Abra uma janela de linha de comando.
  • Emita o comando: lsblk
  • Anote quais letras de unidade já existem (sda, sdb, etc) <– Muito importante!
  • Agora conecte a unidade USB e emita novamente: lsblk
  • A nova letra de unidade a ser exibida é o dispositivo que precisará ser usado

Este tutorial /dev/sdc é o dispositivo que será usado. Isso vai variar de computador para computador! Certifique-se de seguir exatamente os passos acima! Agora navegue até a pasta de downloads na CLI e, em seguida, um utilitário conhecido como 'dd' será usado para copiar a imagem ISO para a unidade USB.

AVISO!!! Novamente, esse processo tornará todos os dados nesta unidade USB ilegíveis. Certifique-se de que foi feito backup dos dados e que o nome da unidade apropriada foi determinado a partir das etapas acima. Este é o último aviso!

# cd ~/Downloads
# dd if=lmde-5-cinnamon-64bit.iso of=/dev/sdc bs=1M

O comando 'dd' acima copiará o arquivo iso para a unidade flash, substituindo todos os dados anteriormente na unidade. Esse processo também tornará a unidade inicializável.

A sintaxe aqui é muito importante! Este comando é executado com privilégios de root e se a entrada/saída for revertida, será um dia muito ruim. Verifique três vezes os dispositivos de comando, origem e destino antes de pressionar a tecla Enter!

‘dd‘ não enviará nada para a CLI para indicar que está fazendo alguma coisa, mas não se preocupe. Se a unidade USB tiver um indicador LED quando os dados estiverem sendo gravados, dê uma olhada e veja se está piscando muito rapidamente no dispositivo. Este é o único indicador de que algo vai acontecer.

4. Quando o 'dd' terminar, remova a unidade USB com segurança e coloque-a na máquina que terá o LMDE5 instalado nela e inicialize a máquina na unidade USB. Se tudo correr bem, a tela deve exibir um menu grub do Linux Mint e, em seguida, inicializar na tela abaixo!

Parabéns, uma unidade USB LMDE5 inicializável bem-sucedida foi criada e agora está pronta para executar o processo de instalação. Nesta tela, clique no ícone 'Instalar Linux Mint' na área de trabalho abaixo da pasta 'home'. Isso iniciará o instalador.

5. O instalador não exige, mas é altamente recomendável que o computador tenha alimentação CA conectada, bem como uma conexão à Internet para pacotes de software. A primeira tela será a tela de localização. Aqui, o idioma, o país e o layout do teclado devem ser selecionados.

6. A próxima etapa é criar um usuário não root. Ao contrário das instalações tradicionais do Debian, o LMDE criará um usuário não root e fornecerá a ele habilidades 'sudo' logo de cara.

Isso pode ser mais familiar para aqueles que usaram o Ubuntu ou o Linux Mint normal. Preencha as informações de usuário apropriadas, certifique-se de que as novas senhas correspondam e especifique qualquer uma das outras opções desejadas.

7. O próximo passo é o processo de particionamento, onde você verá duas opções – Instalação Automatizada e Particionamento Manual.

  • Instalação automatizada – uma única partição simples para/(raiz) é uma prática aceitável para a maioria dos usuários.
  • Particionamento manual – partições separadas/(raiz), home e swap são criadas por usuários experientes.

Para esta instalação, o esquema de particionamento a seguir foi usado neste laptop usando a opção Particionamento Manual.

  • /root – 20G
  • /casa – 25G
  • trocar – 4G

8. Para realizar esta tarefa, o instalador habilita o uso do editor de partição 'gparted' selecionando 'Editar partições' no canto inferior direito. Infelizmente, este tutorial é longo e particionamento adicional é um tópico para outro artigo.

O LMDE espera que o usuário crie partições e informe ao instalador o ponto de montagem apropriado. Abaixo estão as partições criadas para este sistema.

9. Agora o instalador precisa ser informado para que cada partição deve ser usada pelo Linux. Clique duas vezes na(s) partição(ões) e certifique-se de selecionar o ponto de montagem apropriado.

Para a maioria dos usuários domésticos/iniciantes, criar uma partição e defini-la como/(root) é suficiente. Não se esqueça de deixar um pouco de espaço no disco rígido para troca!

10. Quando o particionamento estiver concluído, a próxima etapa perguntará onde instalar o GRUB (Grand Unified Bootloader). O GRUB é responsável por apontar e carregar o kernel Linux quando o computador é iniciado e, como tal, é muito importante! Como este é o único sistema operacional neste computador, o grub será instalado no local padrão de ‘/dev/sda‘.

11. Após esta etapa, o LMDE iniciará o processo de instalação. Ao todo, o processo de copiar arquivos para o HD a partir da unidade USB levou cerca de 10 minutos neste laptop Toshiba mais antigo.

O instalador solicitará a reinicialização do sistema quando a instalação estiver concluída! Vá em frente e reinicie quando o prompt for exibido. Certifique-se de remover a unidade USB também quando solicitado para que não inicialize a unidade USB novamente.

VOILÁ! LMDE5 Elsie executando o ambiente de desktop canela!

Personalização do Linux Mint Debian Edition 5

12. Agora que o LMDE5 está instalado, é hora de iniciar o processo de customização! Isso conclui o processo de instalação. As etapas a seguir são apenas exemplos de como fazer algumas das tarefas comuns para tornar o LMDE Cinnamon mais fácil de usar, bem como instalar alguns utilitários extras.

A primeira tarefa deve ser sempre verificar os repositórios para qualquer coisa que possa ter sido adicionada desde que a imagem ISO foi criada. No LMDE, o utilitário apt pode ser usado para realizar a tarefa de atualizar o sistema.

$ sudo apt update && sudo apt upgrade

Este computador teve algumas atualizações para instalar quando os comandos acima foram executados, o que acabou ganhando algum espaço livre no disco rígido!

Ao executar essas atualizações, um dos pacotes (configuração de teclado) solicitará ao usuário que selecione um layout de teclado novamente. Quando esse processo terminar, é hora de adicionar software extra!

13. Os utilitários típicos (pessoalmente preferidos) que fazem a instalação inicial em novos sistemas incluem: Firewall Descomplicado e ClamAV.

Terminator é um programa shell que possui alguns recursos úteis, como terminais divididos e vários perfis. O UFW é um utilitário que facilita muito o gerenciamento de IPTables (o firewall interno do kernel).

Por fim, o ClamAV é um utilitário antivírus gratuito que pode ser instalado e executado em segundo plano, semelhante à maioria dos sistemas antivírus. O comando para instalar os três é muito simples.

$ sudo apt install terminator ufw clamav-daemon

Esta etapa deve ocorrer sem problemas. No entanto, houve um problema com o ClamAV, mas foi fácil de resolver. O sistema, depois de instalar o clamav daemon (serviço), teve problemas ao tentar localizar as assinaturas de vírus ClamAV e depois falhou ao atualizar as assinaturas com o utilitário 'freshclam'. A captura de tela abaixo deve esclarecer o que foi experimentado.

14. Para corrigir esse problema e iniciar o sistema AV, emita o seguinte comando com acesso à Internet para atualizar manualmente as assinaturas do ClamAV e reiniciar o serviço AV.

$ sudo freshclam
$ sudo service clamav-daemon restart

Para confirmar que o serviço ClamAV realmente iniciou, o utilitário 'ps' pode ser usado para procurar o processo.

$ ps ax | grep clamd

A linha superior na saída confirma que o ClamAV está em execução.

15. A última peça para tornar o LMDE um pouco mais amigável são os atalhos de teclado. Eles são frequentemente usados para agilizar tarefas comuns ou iniciar aplicativos. Criar um atalho de teclado no LMDE5 é muito simples.

Primeiro, inicie o menu mint clicando nele com o mouse ou pressionando a tecla super (tecla Windows). Em seguida, digite o teclado na pesquisa na parte superior do menu Mint.

Quando o utilitário de teclado for aberto, localize a guia 'Atalhos de teclado', selecione-a e, na coluna à esquerda, localize a opção de menu 'Atalhos personalizados'.

Agora, clicar no botão 'Adicionar atalho personalizado' permitirá a criação de um atalho personalizado. Um dos atalhos mais úteis para criar é para utilitários gráficos que podem precisar ser iniciados com privilégios de root.

Existe um utilitário útil chamado 'su-to-root' que permite que um usuário inicie um prompt para solicitar sua senha sudo e, em seguida, inicie o utilitário com privilégios de root. Vamos percorrer um pequeno exemplo usando 'su-to-root' em combinação com um utilitário conhecido como 'bleachbit'.

Ccleaner no mundo Windows. Alguns dos filtros nos quais o Bleachbit pode ser configurado limparão as áreas do sistema que exigem privilégios de root. Então, sem mais delongas, vamos configurar um atalho para iniciar 'Bleachbit' usando 'su-to-root'.

Clique no botão 'Adicionar atalho personalizado'. Isso criará um prompt para que o novo utilitário seja iniciado pelo atalho. Dê um nome ao atalho. Neste caso, ele será chamado de ‘Bleachbit como Root‘. Em seguida, no campo de comando, o comando 'su-to-root -X -c bleachbit' precisa ser digitado.

Este é o comando que o atalho de teclado será executado quando pressionado. 'Su-to-root -X' indica que o sistema iniciará um X11 (também conhecido como utilitário gráfico) e, em seguida, o '-c bleachbit' indica que o aplicativo gráfico que será iniciado é o Bleachbit.

Uma vez que o comando é digitado, clique no botão adicionar. O novo comando de atalho deve preencher a lista na janela 'atalhos de teclado'. Logo abaixo dessa janela está a área 'Keyboard Bindings'. Realce o atalho recém-criado e clique no texto 'Não atribuído'.

O texto mudará para 'Escolha um acelerador'. Isso significa escolher o atalho de teclado para acionar este comando. Se for escolhido algo que já foi escolhido, o sistema emitirá um aviso. Quando não houver conflitos, o atalho de teclado estará pronto para uso!

Isto conclui esta instalação e pequena customização do novo Linux Mint Debian Edition – Elsie. A equipe do Linux Mint fez um trabalho maravilhoso preparando o LMDE para seu quinto grande lançamento e este novo lançamento certamente agradará a todos que estiverem dispostos a experimentar a nova distribuição!